Os bastidores do outro lado da Moda

Nem tudo no mundo da moda é profissional e honesto, claro. Lendo um artigo no Blog do Sakamoto, sobre o lado sujo do mundo digital, resolvi contar um caso que ocorreu comigo esta semana. Tem coisas que não faço a menor questão, mas quando percebo que a má intenção é visível e gritante, fico p. da vida. Não tolero, nem nunca tolerei inveja, falta de profissionalismo e mal caratismo, venha de quem vier. Fui uma das primeiras blogueiras de noivas, meu Blog da Noiva tem mais de cinco anos e quase 200.000 acessos, sempre com assuntos legais e dicas para as noivas. Falo de vários profissionais, dou seus nomes e links, sem qualquer problema. Mas recentemente uma blogueira de um site dirigido à noivas, postou sobre um casamento de uma querida cliente minha, que realizou sua cerimonia de casamento no Leopoldo Itaim. Foi realmente uma noiva especial, por isso todos os olhares se voltaram para ela. Mas no meio do caminho encontramos pessoas que trabalham para noivas, mas que passam longe da ética e outros adjetivos relativos. Fui vítima de uma delas. Ao ponto dela citar meu nome de forma propositadamente incorreta como estilista dessa noiva. Ficou muito feio pois os outros profissionais da área de casamento, e que me conhecem, não tardaram em me contatar indignados com o fato, pois todos sabem que esse blog com cara jornalística mascara a venda do trabalho de outro estilista. Que feio, né ? E olha que eu até indiquei ele algumas vezes, porque mesmo tendo pouca informação e muita foto, de vez em quando ele até tem uma diquinha interessante. Mas deixa prá lá, agora EU vou postar sobre o casamento da Flávia e do Marcelo, no meu mais puro estilo: com seriedade e profissionalismo. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

p.s.: polidez, ética e respeito não são sinônimos de educação, mas sim obrigação de um profissional.

Anúncios

Feliz 2011

Ao iniciar o ano quero falar um pouco sobre as tendências para vestidos de noiva. Para 2011 minha inspiração na criação de novos modelos revela-se um pouco variada. Nos últimos tempos vimos vivendo uma espécie de “onda vintage”, mas ao mesmo tempo as noivas têm optado por um gosto bem mais personalizado, misturando novas tendências com as já definidas e consagradas, como o romântico, exótico e sensual. Algumas optam por modelos que reúnam um pouco do estilo comum, mas não deixam de lado o toque pessoal, valorizando o seu próprio estilo. Isso sem deixar de seguir regras de um sentido estético precioso. O decote tomara-que-caia continua no forro com sobreposição de rendas leves e transparentes, simulando alças ou pequenas mangas, tanto para o estilo sereia como para as saias mais volumosas.  Este um ponto que aposto firmemente neste ano, e vale como uma dica pessoal: as saias que deverão ser bem volumosas e de preferência em tecidos leves em várias camadas como o tule, organza de seda pura. Os véus longos continuam, mas sem ultrapassar a cauda do vestido, porém com detalhes debruados em gazar de seda ou cetim. Mas nada impede que você use o tradicional véu de tule com renda. E o cabelo, normalmente uma preocupação em tempo integral das noivas, deve ser meio-preso com pentes ou tiaras em metal e pedras semipreciosas.