Cerimônia celta de casamento

goddess_mandala_by_nahimaart-d51wyzo

A cerimônia de casamento inspirada na cultura celta valoriza a relação do homem com a natureza. O povo celta viveu por volta de 2.000 A.C., na região que hoje abrange Irlanda, Escócia e Inglaterra. A cerimônia realizada ao ar livre possui nove momentos. Mas três pontos me chamaram a atenção. Primeiro que os noivos ficam de frente para a família e convidados. Segundo, a importância dos pais dos noivos que seguram as alianças, e após os noivos fazerem à leitura de agradecimento às famílias, os paia da noiva entregam a aliança dela para o noivo, e vice-versa, significando que todos acolhem aquela pessoa. Outro ponto que emociona, entre portais, mandalas e oferendas, é o momento quando entram as crianças. As meninas jogam pétalas no chão, simbolizando pureza e graça, e os meninos atiram sementes, símbolos da prosperidade, e tocam sinos, que representam alegria. Mais detalhes na página NOIVAS.

Anúncios

Mini Wedding, uma questão de estilo

Foto 2- Edu Feijo

A opção pelo mini Wedding está mexendo com o mercado de casamentos. Os casais buscam celebrações cada vez mais intimistas e com estilo próprio. Saiba mais na página CONVIDADOS, com a entrevista das assessoras de eventos, Camila Ávila e Carola Esher.

De Alba Martins para as Noivas

Ser a estilista de centenas de noivas é viver uma emoção a cada novo trabalho. Desde o primeiro contato com a noiva até a entrega do vestido vivemos juntas intensos momentos de alegria e sonho. Cada uma com sua expectativa, mas todas diferentes. E eu procuro traduzir isso, com o máximo de criatividade, em modelos e tecidos, dos mais nobres aos mais tecnológicos. A cada trabalho sinto-me gratificada por saber que o Alba Martins Atelier abraça e atende o desejo de cada cliente, com a minha assinatura.Filme 094

Acabei de postar, na página NOIVAS, mais três casamentos que mostram vestidos em estilos diferentes, tal qual suas noivas, todas queridas.

O Retorno dos Clássicos

A tradição de modelos mais clássicos de vestidos de noiva deve retornar ao lugar da preferência das noivas em 2017. As transparências exageradas e o tule, definitivamente são coisa do passado. Vão ceder espaço para tecidos mais pesados, como cetim, zibelina, tafetá e shantung. As rendas, que conferem sempre um tom romântico, continuam em alta, agora mais valorizadas, com bordados e pedraria pesada. Todo esse conjunto de tendências nos remete para uma época em que a imponência valorizava a solenidade do casamento com pompa e gala.

IMG-20160423-WA0009

É sempre bom lembrar que um vestido clássico deve ser usado somente depois das dezoito horas…

Todas de Branco

Há alguns anos era comum a noiva determinar as cores dos vestidos das madrinhas do altar, quase sempre uma cor para cada lado. Quando essa prática tornou-se óbvia houve uma liberação camuflada dessa escolha, tornando-a mais democrática e individualizada, mas com um senão: não repetir cor e nunca, jamais usar branco ou preto. Já hoje, há uma tendência a que as madrinhas vistam modelos iguais e da mesma cor e tecido, cabelo e acessórios. À lá o “Casamento do Meu Melhor Amigo”, coisa de americano que brasileiro gosta. Acho até que pode ficar interessante porque dá certo equilíbrio no altar, deixando o branco da noiva em destaque. Porém, a necessidade de inovação na moda para madrinhas permite que elas vistam vestidos iguais e também o branco. A princípio parece estranho, mas imaginando essa homogeneidade em uma foto preto-e-branco, o efeito será no mínimo inusitado. Vamos aguardar para ver se a moda pega.